Como todos nós sabemos, Ibitinga de uns tempos para cá, vem experimentando uma explosão de empreendimentos imobiliários, são casas e loteamentos que ajudam a urbanizar a cidade, trazendo crescimento e oportunidades de realização do sonho da casa própria.

Para que esses empreendimentos possam ser aprovados, e liberados para a comercialização, seus proprietários devem cumprir várias exigências determinadas por lei, tais como, iluminação pública, pavimentação asfáltica, guias, entre outras benfeitorias de uso comum.

A Prefeitura Municipal é a autoridade que fiscaliza o cumprimento de tais exigências e tem o poder de autorizar ou não a implantação do empreendimento.

Um exemplo prático sobre a ação da Prefeitura Municipal na fiscalização dos empreendimentos imobiliários de nossa cidade, foi a ação de demolição que o poder executivo moveu contra o empreendimento intitulado PARQUE IMPERIAL, onde o argumento principal da ação foi a utilização indevida por parte do empreendimento de área institucional, que por lei só serve para uso comum da população.

A ação em questão teve um fim a poucos meses, quando a Prefeitura e Empreendimento entraram em um acordo, onde o PARQUE IMPERIAL se comprometeu a investir mais de R$ 1.000.000,00 de reais em obras de compensação no município, construindo uma UBS no bairro Santo Expedito, bem como pavimentando parte da IBG-020 e iluminação pública do referido bairro.

Fica aqui meu reconhecimento e aplauso à Prefeitura Municipal, bem como ao proprietário do empreendimento, pois tanto um quanto o outro fizeram valer a lei, e isso é o que importa.

Analisando essa demanda, um questionamento veio à minha mente. Será que todos os empreendimentos imobiliários de Ibitinga estão de acordo com as leis de zoneamento? Será que todos eles cumprem as diretrizes básicas de calçamento, iluminação e pavimentação? Será que todos eles estão com seus impostos pagos?

Pois bem, acredito que cabe, por parte desse Portal de Notícias, uma investigação minuciosa a cerca da ocupação do solo de nossa cidade.

Estaremos, na redação, iniciando uma pesquisa a respeito de todos os empreendimentos imobiliários cadastrados em nosso município e as condições que eles se encontram, abrindo aqui um canal de comunicação com a população para receber possíveis denúncias a respeito do assunto.

As denúncias serão recebidas no e-mail [email protected]

Estamos de olho!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome