Hoje, como é de costume, estive fazendo um “tour” nas redes sociais, afim de conhecer um pouco mais das pessoas, e saber quais são os assuntos mais discutidos a nível de Ibitinga.

Me deparei com um Post de uma internauta, afirmando que seu avô havia perdido a vida em decorrência de dengue.

Em sua narrativa, a internauta relata que em “off” o médico encarregado do caso havia lhe dito que o diagnóstico de seu avô era realmente de dengue, porém não pode provar porque o exame comprobatório teria sumido, segundo ela.

Não se tem um número exato dos casos de dengue confirmados em Ibitinga, segundo consta em post da Prefeita Municipal, são 61 casos da doença, sem nenhum óbito.

Como percebemos, exite um impasse no entendimento sobre o impacto da doença no município.

Todos sabemos que a Dengue é uma doença proveniente da falta de conscientização da população, e que o poder público não tem culpa da proliferação do mosquito.

Embora o município não tenha culpa na disseminação da doença, fica aqui o questionamento:

O que está sendo feito para combater a doença?

Os dados divulgados são realmente o retrato da realidade?

Houve óbito ou não em virtude da Dengue?

Enfim, esclarecer a população e assumir a realidade dos fatos é muito importante, pois assim as políticas de combate serão mais eficientes e não viveremos uma epidemia como nossa região está vivendo.

Em tempo, fica a disposição o espaço desse portal para maiores esclarecimentos por parte do Poder Público ou de qualquer outra entidade ou pessoa que queira se manifestar sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome