Foto: DIVULGAÇÃO/OAB

Esta é a segunda edição do evento e tem o apoio da OAB-MT e de marcas de roupas para expor crianças a possíveis adotantes

A Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (AMPARA) e a comissão de Infância e Juventude da OAB do Mato Grosso organizaram um desfile de adoção em shopping da capital.

Participam do desfile crianças e adolescentes de 04 a 17 anos. O evento também conta com a parceria de lojas de roupas. Essa já é a segunda edição do desfile e os possíveis adotantes assistem à essa bizarrice.

O intuito desse projeto é o incentivo à adoção. Segundo declaração da representante da OAB Tatiane de Barros Ramalho ao site Olhar Direto, aquela seria “uma noite para os pretendentes”: “A população em geral poderá ter mais informações sobre adoção e as crianças em si terão um dia diferenciado em que elas irão se produzir, cabelo, roupa e maquiagem para o desfile”, disse a advogada. Segundo ela, dois adolescentes foram adotados após a primeira edição do evento.

Os apoiadores e o gerente de marketing do Pantanal Shopping ‘se sente honrado em receber o projeto’. Além do apoio institucional, empresas como, Digle Shopping Pantanal, Maçã Verde, Kalce e Veste, Hering Kids, Muleca, Moda Menor, Shopping da Criança e Século Modas também fazem parte do portfólio de apoiadores.

Minha opinião:

Quando você acha que já viu de tudo nessa vida, aparece mais bizarrices. É inacreditável o nível de crueldade de um ser humano e mais inacreditável ainda ver que o evento já acontece pela segunda vez.

É triste a falta de sensibilidade, empatia desses cidadãos. Colocam as crianças em exibição pra adoção, como se já não bastasse acordar todos os dias e não ter um beijo, um abraço de uma mãe, de um pai e até mesmo de um/a irmã/o.

Quando li essa matéria, confesso que senti repulsa. Esse projeto só não é pior que os desenvolvidos pela esquerda brasileira, como por exemplo, o homem nu que as crianças tocavam seu corpo.

Mas não se pode comparar o nível de crueldade, não é mesmo? É até compreensível que tenhamos inúmeras crianças e adolescentes precisando de um lar, mas esse desfile os transformam em objetos.

É necessário ter mais empatia e sensibilidade, estamos falando de pessoas com sonhos e desejos e desfilam esperando aprovação do público.

Aah, e não é só isso… Pasmem! O slogan do evento é “O que os olhos veem, o coração sente”. Como pode a OAB-MT apoiar um projeto desses?

Triste, sem mais…

Qual a sua opinião? Deixe-a nos comentários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome