1964 – O Brasil entre armas e livros

0

O documentário “1964 O Brasil entre armas e livros” causou polêmica em toda internet, universidades e até em salas de cinema. Dirigido por Felipe Varelim e Lucas Ferrugem, do canal Brasil Paralelo, o filme mostra com clareza ambos os lados de um dos períodos mais controversos da nossa história.

Mas porque é odiado por tantos professores com viés esquerdistas? A maioria dos canais de veiculação anunciou que se trata de um documentário pró-ditadura. Algumas universidades cancelaram a exibição do documentário, e após a exibição em algumas salas de cinema, a rede Cinemark emitiu uma nota.

E toda repercussão nos afirma somente uma coisa, não querem que a população assistam esse documentário. Vendo essa censura e perseguição, o canal Brasil Paralelo resolveu disponibilizar seu documentário na íntegra no seu canal do Youtube. Agora, se realmente trata-se ou não de um documentário pró-ditadura cabe ao espectador analisar. E toda mídia, pensadores ou professores proibirem a sua exibição não passa de uma censura, e mais, uma forma de controle e ainda afirma que o Brasileiro não tem inteligência suficiente para julgar por si próprio.

O que não contavam que toda repercussão fez o documentário atingir 5 milhões de visualizações. Feito que não teriam conseguido se tivessem somente exibido como programado.

Mas o que é realmente o documentário 1964, o Brasil entre armas e livros?

O documentário 1964, o Brasil entre armas e livros traz um retrato do golpe com declarações e análises de figuras polêmicas como o ideólogo Olavo de Carvalho, o jornalista demitido da Globo William Waack e Alexandre Borges.

Produzido pelo Brasil Paralelo, este é o maior documentário já produzido no país sobre o período do Regime Militar brasileiro.

A equipe viajou até o Leste Europeu para buscar nos documentos, até então, secretos, do serviço de inteligência da extinta Tchecoslováquia os fatos que nos esconderam. Pela primeira vez eles irão ao público em forma de documentário.

Vale a pena conferir!


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário.
Por favor, digite seu nome